sexta-feira, 13 de julho de 2012

LEVÍTICO 11


LEVÍTICO 11
Levítico 11 apresenta uma lei universal de saúde, útil para todas as épocas e todos os povos. Os animais estão organizados de acordo com o lugar em que habitam. Dessa forma, são mencionados primeiro os animais ou criaturas que habitam sobre a terra (vº 2-8), depois os que habitam na água (vº 9-12) e, finalmente, as criaturas do ar, aquelas que voam (vº 13-23). A distinção entre animais limpos e imundos é feita de maneira simples:

ANIMAIS LIMPOS - possuem unhas fendidas e ruminam.
São limpos: boi, carneiro, ovelha, bode, cabra, vaca, cervo.

ANIMAIS IMUNDOS
São imundos: porco e seus derivados (bacon, salame, presunto, mortadela), coelho e lebre, roedores (capivara, rato, camundongo), camelo e cavalo.

Sobre o comer carne com sangue, a Bíblia determinantemente o proíbe, pois no sangue se encontram todas as impurezas e enfermidades do animal (Gn 9:4; Lv 7:26, 27).

PEIXES IMUNDOS - possuem couro; vivem na água doce.
São imundos: bagre, boto e pintado.

PEIXES LIMPOS - possuem escamas; vivem na água salgada.
São limpos: sardinha, salmão, badejo, pescada, bacalhau, robalo, garoupa, atum, anchova.


PEIXES IMUNDOS - possuem couro e vivem na água salgada.
São impuros: cação, espada, peixe-serra, arraia, moreia, vôngole.


Nesta classificação, é importante dizer que: caranguejo, sirí, lagosta, camarão, ostra, polvo entre outros, são animais imundos, pois são considerados "lixeiros do mar". Eles estão fora da classificação de animais limpos.


AVES LIMPAS - são caracterizadas por não serem aves de rapina (carnívoras).

São limpas: galinha, frango, peru, codorna.


AVES IMUNDAS
São imundas: águia, avestruz, coruja, cegonha, abutre, garça, gaivota.


E a carne de porco e seus derivados ?


Alguns médicos e cientistas dizem que a carne de porco faz muito mal à saúde por causa da gordura saturada. Além disso, o maior problema está na larva do porco que causa triquinose (sem falar na enfermidade causada pelo protozoário ciliado - a tênia do porco). Essas larvas migratórias podem invadir os músculos esqueletais, o cérebro, a medula dos ossos, a retina e os pulmões.


REPRODUÇÃO DA TÊNIA
Nas afecções graves, a morte pode ocorrer até a sexta semana após o contágio.


TRIQUINOSE

Além de Levítico 11:8, Deus nos advertiu a não ingerir carne de porco em outros textos: Dt 14:8; Is 65:4.


Nem o porco, porque tem unha fendida, mas não rumina; imundo vos será; não comereis da carne destes, e não tocareis nos seus cadáveres.
Que habita entre as sepulturas, e passa as noites junto aos lugares secretos; come carne de porco e tem caldo de coisas abomináveis nos seus vasos;

Os judeus, sabiamente se alimentam de comida Kasher (definição abaixo).



Alimentação Kasher

Kasher significa correto, justo, bom. Aplicado à comida, refere-se apropriada ao consumo, isto é, que preenche todos os requisitos da dieta judaica. É importante alertar-se ao fato de que a kashrut não é um estilo de culinária. Comida chinesa, francesa, italiana, indiana, árabe ou qualquer outra podem ser kasher desde que preparadas de acordo com as leis judaicas. A comida tradicional judaica, pode ou não ser kasher, dependendo como foi preparada.

A Kashrut se desenvolve baseada em duas regras básicas. A primeira delas especifica o tipo de carne que pode ou não ser consumida. A proibição é muito clara no capitulo 11 do Levítico: "Entre todos os animais da terra, os que podereis comer: aqueles que têm os cascos fendidos e que ruminam." Ou seja, incluem-se aí vaca, carneiro, bode e cervo. As aves permitidas são o frango, o peru, o ganso, o faisão e o pato. Já o Deuterônimo, no capítulo 14 explica que nenhum crustáceo é kasher: "Comereis de tudo que há nas águas: tudo que tem barbatanas e escamas comereis; e tudo o que não tem barbatanas e escamas não comereis; é impuro para vós."

A outra grande regra consiste em não misturar carne com leite e derivados, seja na preparação, armazenamento ou consumo. A origem bíblica desta norma é encontrada no livro Êxodos, capítulo 19 que diz: "Não cozerás o cabrito no leite de sua mãe." Foi a partir desta regra que se classificou a comida kasher em 3 categorias: carne, leite e parve. 





3 Comentários:

Às 13 de julho de 2012 13:13 , Blogger Tania Elizabeth Mello Fernandes disse...

Aí dna Martha senti firmeza. Só precisa arrumar os espaços da postagem para ficar nota 100. Acho que se voltar a escrever como antes vai lembrar de todas as manhas.

 
Às 6 de abril de 2014 04:43 , Blogger pobis nakura disse...

Fera tem um erro ali os peixes de agua doce tambem
Mas tem que ter barbatana e escamas

 
Às 19 de junho de 2016 17:01 , Blogger JOSÉ LUIZ Collachiti disse...

Sim eu acredito e não comerei mais essas mundices...

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial